terça-feira, 14 de maio de 2013

Do Mau Humor da menina que quer estudar






As fotografias foram retiradas da página da Mau Humor e do blogue Sorte de Principiante 


Terá sido o acaso a levar-me até ao blogue Sorte de Principiante. Nas deambulações facebookianas descobri uma  menina beirã que, em tempos de crise, ousa ter um sonho: ir para a universidade. Um sonho à distância do dinheiro. E, para concretizar o desejo de saber, a menina perseverante materializou a criatividade em pacotes de fotografias.

No blogue, a Marta Filipa Costa (sim, é esse o nome da menina sonhadora) sugere aos leitores que lhe comprem pacotes de fotografias (cada um com cinco fotos, 10x15, à escolha), "para colocar na parede do quarto, na porta do frigorífico ou completar uma prenda com uma nota de carinho".  

Nas fotografias da Marta Filipa, encontramos fragmentos de Viseu, pedaços da maresia de Aveiro, paisagens da Serra da Estrela, lanches no aconchego da intimidade, flores no regaço, ursos de peluche adormecidos na infância. Cada pacote custa apenas 2,90 euros e o dinheiro vai logo para o contador Ir para a universidade. Neste momento, o contador soma 385, 63 euros.

Gostei muito da ideia desta viseense que tem "três irmãs mais velhas, uma família gigante e recordações de uma infância feliz". E a Marta, que até tem um trevo de quatro folhas, irá construir a sorte, porque vejo nela um despontar de determinação e talento. As mangas desta menina de 20 anos estão já arregaçadas e não precisou de ouvir, no Youtube, os discursos motivacionais do Miguel Gonçalves.

A Marta Filipa quer ir para o curso de Artes Plásticas e Multimédia. Para lá chegar, não teve só a ideia dos pacotes de fotografias. Esta viseense trabalha numa loja de fotografia e criou ainda a marca Mau Humor, onde vende vários produtos que podem ser personalizados, como canecas, malgas, agendas e blocos de notas forrados a tecido.

Os trabalhos da Marta Filipa merecem ser vistos porque neles sobressai sensibilidade e delicadeza, porque neles se revela o sonho de uma beirã. E porque deve ser apoiado quem anseia estudar e ampliar os horizontes. 

3 comentários:

  1. Obrigada por estas palavras! Descrevem bem a Marta! Ela merece :)
    Mónica Gomes

    ResponderEliminar
  2. Está fantástico este artigo! Eu, uma das irmãs mais velhas não teria escrito melhor! Obrigada e um beijinho :)

    ResponderEliminar